Observador de Justiça da China

中 司 观察

InglêsArabeChinês (simplificado)NeerlandêsFrancêsAlemãoHindiItalianoJaponêsCoreanaPortuguêsRussoEspanholSuecoHebraicoIndonésioVietnamitaTailandêsTurcoMalay

China revisará a lei de segurança cibernética para fortalecer as responsabilidades pela segurança da informação

Em 14 de setembro de 2022, a Administração do Ciberespaço da China divulgou o “Decisão de alterar a Lei de Segurança Cibernética da República Popular da China (Projeto para Comentário Público)” (关于修改〈中华人民共和国网络安全法〉的决定(征求意见稿)).

Lei de segurança cibernética da China entrou em vigor em 2017. Posteriormente, em 2021, a China alterou a Lei Penal Administrativa, e promulgou o Lei de Segurança de Dados e os votos de Lei de proteção de informações pessoais sucessivamente. As alterações à Lei de Segurança Cibernética buscam melhorar a consistência entre essas novas leis.

O Draft for Comment faz principalmente as seguintes revisões da atual Lei de Segurança Cibernética com relação ao sistema de responsabilidade legal.

  1. A multa principal sobre as empresas aumentou significativamente de CNY 50,000 (USD 7,026) para CNY 100,000 (USD 14,052), para CNY 50 milhões (USD 7 milhões) ou 5% do faturamento do ano anterior.
  2. O escopo das violações pelas quais os operadores de infraestruturas críticas de informação são responsáveis ​​é mais claramente definido, incluindo “uso de produtos não conformes” e “exportação inadequada de dados”.
  3. As pessoas que são pessoalmente responsáveis ​​pela segurança cibernética serão proibidas de atuar como diretores, supervisores e gerentes seniores de empresas relacionadas ou de se envolver em gerenciamento de segurança cibernética e posições-chave de operação de rede por um determinado período de tempo.

 

 

Foto da capa por Liam Li em Unsplash

 

 

Contribuintes: Equipe de colaboradores da equipe CJO

Salvar como PDF

Leis relacionadas no Portal de Leis da China

você pode gostar também

SPC Divulga Casos Típicos de Danos Punitivos à Segurança Alimentar

Em Novembro de 2023, o Supremo Tribunal Popular (SPC) da China divulgou casos típicos de danos punitivos para a segurança alimentar, enfatizando a protecção dos direitos do consumidor e destacando casos de compensações dez vezes maiores concedidas aos consumidores por violações da segurança alimentar.

Crescente ameaça cibernética: SPP destaca escalada de fraude no exterior

Em Novembro de 2023, a Procuradoria Popular Suprema (SPP) da China revelou no seu relatório anual um aumento significativo de casos de fraude cibernética envolvendo grupos criminosos estrangeiros, com uma mudança para organizações de grande escala que operam no estrangeiro e se envolvem em actividades criminosas mais graves.

China regula instituições de pagamento não bancárias

Em dezembro de 2023, o Conselho de Estado da China emitiu regulamentos para instituições de pagamento não bancárias, delineando requisitos mínimos de capital, divisões de operações comerciais e mandatos de armazenamento de dados em vigor a partir de 1 de maio de 2024.