Observador de Justiça da China

中 司 观察

InglêsArabeChinês (simplificado)NeerlandêsFrancêsAlemãoHindiItalianoJaponêsCoreanaPortuguêsRussoEspanholSuecoHebraicoIndonésioVietnamitaTailandêsTurcoMalay

China aprova lei de proteção do Rio Amarelo

Em 30 de outubro de 2022, a legislatura da China, o Comitê Permanente do Congresso Nacional do Povo aprovou o Lei de Proteção do Rio Amarelo (黄河保护法), que entrará em vigor em 1º de abril de 2023.

O Rio Amarelo é a origem da civilização chinesa e é considerado o rio mãe pelos chineses.

Embora o Rio Amarelo represente apenas 2% do escoamento total do país, 12% da população da China e 17% de suas terras aráveis ​​dependem dele. Além disso, fornece recursos hídricos para mais de 400 cidades por onde passa.

Os recursos hídricos per capita na bacia do Rio Amarelo representam apenas 27% da média nacional, mas sua taxa de desenvolvimento e utilização chega a 80%. Isso mostra a escassez de água na bacia do Rio Amarelo.

Portanto, a China promulga esta Lei para proteger melhor o Rio Amarelo.

A Lei contém 122 artigos, entre os quais se destacam os seguintes:

  1. De acordo com o Artigo 30, atividades como mineração, mineração de areia e pesca no curso superior do Rio Amarelo são proibidas, de modo a manter o estado natural dos rios e lagos.
  2. De acordo com o Artigo 35, são proibidas atividades de produção e construção que possam causar erosão do solo nas áreas da bacia do Rio Amarelo onde a erosão do solo é grave e a ecologia é frágil.
  3. Nos termos do Artigo 39, devem ser envidados esforços para proteger e restaurar os animais e plantas selvagens drasticamente reduzidos ou criticamente ameaçados, bem como os habitats seriamente danificados, áreas de distribuição naturalmente concentradas e ecossistemas típicos fragmentados na bacia do Rio Amarelo.
  4. O estado deverá realizar a destinação unificada do volume de água do Rio Amarelo. O plano de distribuição de água para o Rio Amarelo deve ser submetido ao governo central para aprovação.

 

 

Foto da capa por LS em Unsplash

Contribuintes: Equipe de colaboradores da equipe CJO

Salvar como PDF

Leis relacionadas no Portal de Leis da China

você pode gostar também

SPC Divulga Casos Típicos de Danos Punitivos à Segurança Alimentar

Em Novembro de 2023, o Supremo Tribunal Popular (SPC) da China divulgou casos típicos de danos punitivos para a segurança alimentar, enfatizando a protecção dos direitos do consumidor e destacando casos de compensações dez vezes maiores concedidas aos consumidores por violações da segurança alimentar.

Crescente ameaça cibernética: SPP destaca escalada de fraude no exterior

Em Novembro de 2023, a Procuradoria Popular Suprema (SPP) da China revelou no seu relatório anual um aumento significativo de casos de fraude cibernética envolvendo grupos criminosos estrangeiros, com uma mudança para organizações de grande escala que operam no estrangeiro e se envolvem em actividades criminosas mais graves.

China regula instituições de pagamento não bancárias

Em dezembro de 2023, o Conselho de Estado da China emitiu regulamentos para instituições de pagamento não bancárias, delineando requisitos mínimos de capital, divisões de operações comerciais e mandatos de armazenamento de dados em vigor a partir de 1 de maio de 2024.